• Av. Prefeito Osmar Cunha 183 | Ceisa Center, Sala 711 A - Centro.
  • atendimento@gicondominial.com.br
  • (48) 3024-2037 | 3030-0037 | 99160-9889

O perfil do Síndico Moderno

  • Home / O perfil do Síndico Moderno

O perfil do Síndico Moderno

Já se passou o tempo em que ser síndico era uma função destinada aos moradores aposentados e com muito tempo livre para se dedicar somente ao condomínio .O perfil dos novos síndicos é bem diferente, primeiramente, porque o que realmente importa não é a idade ou as horas vagas para exercer a função, mas sim o comprometimento com a administração do condomínio.

 

Segundo pesquisas realizadas por especialistas da área, o síndico atual é mais jovem e tem entre 35 e 55 anos. Esse novo perfil de síndico em sua maioria é profissional liberal e costuma contar com apoio de empresas especializadas para colaborar com a administração do condomínio. Outro fato apresentado pela pesquisa é que cada vez mais sobe o número de síndicas, já ocupando em média 38% dos cargos.

 

Quer saber mais sobre esse novo perfil de síndicos? 

 

Quais as principais características de um bom síndico?

 

Apesar de se tratar de um novo perfil de síndico, alguns fatores não podem ser alterados, como o interesse e o comprometimento com o exercício da função, por exemplo. Para ser um bom síndico ainda é necessário ter tempo para se dedicar às questões administrativas, aos condôminos e aos funcionários.

 

Outro fator que continua sendo essencial para um síndico é a capacidade de ouvir e absorver as críticas. Apesar de muitas vezes o síndico realizar um bom trabalho com benfeitorias, administrando bem os funcionários e intermediando conflitos entre moradores, vale lembrar que  a gestão jamais agradará a todos condôminos. Por esse motivo, saber ouvir também as críticas dos moradores descontentes pode ser tornar uma ferramenta importante para melhorar ainda mais a gestão.

 

Quais as principais características desse novo perfil de síndico?

 

Os síndicos modernos possuem algumas características a mais que fazem toda a diferença para uma gestão eficaz e de qualidade. Algumas das características que podem contribuir para melhorar ainda mais a gestão são:

 

 

  • Comunicação: não é necessário que o síndico seja muito extrovertido. Porém, manter uma boa comunicação com os demais moradores é fundamental. Por isso, o síndico tem que ser capaz de se comunicar bem tanto oralmente quanto pela escrita.

 

 

 

  • Parcerias: uma característica bastante marcante no novo perfil de síndico são as contratações de empresas especializadas em diversas áreas relacionadas a administração de condomínios para dividir o trabalho. Essa divisão pode contribuir muito para a diminuição da inadimplência e demais questões financeiras, legais, administrativas e trabalhistas, proporcionando ao condomínio uma gestão de qualidade e funcionando como um ótimo investimento.

 

 

 

  • Visão empresarial: Esse fator é muito importante, pois com a visão empresarial é possível enxergar o condomínio como um todo e tratá-lo com uma pequena empresa. Dessa maneira, com certeza a administração do local vai ser muito mais organizada e eficaz para todos.

 

 

  • Executor de regras: atualmente o síndico possui mais consciência de que para ter uma gestão bem sucedida é preciso tratar a todos moradores da mesma forma, sem exceção, mantendo um relacionamento mais profissional o possível com todos.

 

  • Saber planejar: mesmo contando com o auxílio de empresas especializadas, o síndico moderno deve ter visão de curto, médio e longo prazo. Dessa maneira fica muito mais fácil ajustar o orçamento às necessidades atuais e futuras do condomínio.

 

  • Contar com apoio: está cada vez mais distante a figura do síndico centralizador. Essa figura agora oferece passagem para um administrador que toma as decisões levando em consideração as opiniões dos conselheiros fiscais e de todos os demais condôminos.

 

 

  • Curiosidade: uma característica importante para um síndico moderno é possuir curiosidade. Para uma boa administração é preciso ter conhecimento sobre  legislação, gestão, finanças, recursos humanos, entre outras áreas. Porém, para ser síndico, não há necessidade de ter uma formação prévia em uma dessas áreas. Mas para que a função seja bem exercida, é necessário ter  muita curiosidade e vontade de aprender.

 

 

  • Ser sociável:  o síndico deve ser uma pessoa acessível e aberta a diálogos para que os moradores possam confiar e se sentir à vontade para conversar sobre conflitos e insatisfações no condomínio. Para isso, é importante que o síndico seja paciente e saiba ouvir.

Leave Comments

×
Olá 👋Precisa de ajuda?