• Av. Prefeito Osmar Cunha 183 | Ceisa Center, Sala 711 A - Centro.
  • atendimento@gicondominial.com.br
  • (48) 3024-2037 | 3030-0037 | 99160-9889

Instrumentos para a administração de conflitos em condomínios

  • Home / Instrumentos para a administração de conflitos em condomínios

Instrumentos para a administração de conflitos em condomínios

Como vimos no post anterior, conflitos são muito comuns no cotidiano de qualquer condomínio e podem ser motivados por várias ações e falta de consenso entre os moradores. Neste post, vamos dar algumas sugestões de resolução para esses conflitos para, dessa forma, tornar o condomínio um lugar de convivência harmoniosa e pacífica.

 

Sobre as crianças

A construção de uma área de lazer pode minimizar e muito o barulho das crianças dentro dos apartamentos e áreas comuns do condomínio. Em caso do condomínio não possuir uma área para criação de um playground, uma dica é procurar uma sala ou algum outro espaço para brinquedoteca ou sala de jogos para a criançada. Dessa maneira, com certeza os moradores mirins terão onde gastar energia sem precisar se preocupar em não fazaer barulho para os vizinhos.

 

Sobre os cachorros e demais animais de estimação

Para diminuir a possibilidade de haver conflitos, no momento da elaboração do Regimento Interno, o síndico deve procurar ser o mais específico possível com as regras direcionadas aos animais de estimação. É importante levar em consideração detalhes como: áreas comuns onde os animais podem circular, utilização de focinheiras, se podem utilizar ou não os elevadores, entre outros.

 

Sobre carros e vagas de garagem

Assim como nas regras dos animais de estimação, as de utilização da garagem e circulação de veículos dentro do condomínio, também, devem aparecer bem específicas no Regimento Interno. Por isso, estabeleça uma velocidade máxima para circulação de carros, também, tente resolver sempre de forma amistosa problemas relacionados com vagas de garagem, evitando maiores discussões.

 

Sobre canos e vazamentos

É preciso ser o mais ágil o possível para resolver esse tipo de problema. Primeiramente, deve-se tentar encontrar a origem do vazamento, se for nas ramificações do prédio, o problema é por conta do condomínio, porém, se for dentro do apartamento, o problema deve ser resolvido pelo morador da unidade causadora do vazamento. Nesse segundo caso, o ideal é uma conversa entre os moradores de ambos os apartamentos para que, assim, sejam tomadas as devidas providências, de forma prática, rápida e objetiva.

 

Sobre a inadimplência

O síndico deve ter o controle de todos os condôminos que possuem inadimplência com o condomínio e tentar resolver primeiramente através de uma reunião com o morador. Caso ainda seja necessário, o próprio síndico deve observar todas as medidas para cobrar estas contas atrasadas. A GI Condominial é uma das empresas que resolve este problema para o síndico, assumindo todo esse processo e ainda garantindo a receita para o condomínio todos os meses. 

Veja o real impacto da inadimplência em seu condomínio. 

Sobre o barulho

Para evitar barulhos, principalmente, em horário de descanso, o Regimento Interno do prédio  deve apresentar regras claras sobre os períodos de silêncio, os limites de decibéis e as multas que serão aplicadas caso as regras estipuladas sejam desrespeitadas.

 

Sobre cigarros

No caso do cigarro pode ser aplicada a Lei Antifumo nacional que proíbe fumar em áreas fechadas ou parcialmente fechadas. Porém, essa lei não se aplica quando o morador estiver fumando dentro de seu próprio apartamento, no entanto, é importante deixar avisos para evitarem fumar perto de janelas ou sacadas, dessa forma, minimiza as chances de incomodar os vizinhos com a fumaça. Além da lei antifumo, também, podem ser estabelecidas outras regras utilizando o Regimento Interno do condomínio, podendo proibir os moradores de fumar até mesmo em áreas abertas.  

 

Para atenuar possíveis conflitos no condomínio o diálogo é sempre a melhor solução. Por isso, procure sempre estar atento e se mostrar disponível para resolução de problemas de maneira amigável.

Este post foi feito em duas partes, clique aqui para ver os 7 principais causadores de conflitos em condomínios. 

Leave Comments

×
Olá 👋Precisa de ajuda?