• Av. Prefeito Osmar Cunha 183 | Ceisa Center, Sala 711 A - Centro.
  • atendimento@gicondominial.com.br
  • (48) 3024-2037 | 3030-0037 | 99160-9889

Ganhos financeiros com a sustentabilidade no condomínio

  • Home / Ganhos financeiros com a sustentabilidade no condomínio

Ganhos financeiros com a sustentabilidade no condomínio

Há algum tempo que o síndico deixou de ser somente uma exigência legal ou uma função burocrática. Isso ainda também se mantém, porém atualmente, o papel do síndico inclui ter uma visão ampla sobre o que é administrar um condomínio.

 

Ter essa visão, inclui também procura por conhecimento e o desenvolvimento de competências que possam colaborar para o planejamento de ações e de estratégias que ofereçam benefícios para todos os condôminos e também para o caixa do condomínio.

 

O foco em sustentabilidade no condomínio é um dos pontos que deve estar entre as prioridades de um síndico. Um síndico que busca implantar a sustentabilidade no condomínio a partir de algumas ações como a economia de água, por exemplo, não faz apenas uma ação pontual, mas sim algo maior, que pode se tornar uma verdadeira economia para todos.

 

O que é sustentabilidade?

 

Não é de hoje que o ser humano utiliza os recursos naturais para o seu benefício, a verdade é que essa ação ocorre desde o início da vida na Terra. No entanto, antigamente, essa prática não trazia problemas visíveis, mas tudo mudou quando com a chegada da década de 70.

 

Com a exploração cada vez maior e mais rápida, a natureza passou a não conseguir se recuperar com a mesma velocidade de antes. A partir desse problema, começaram pesquisas e estudos sobre a sustentabilidade ecológica, que nada mais é do que criar maneiras de conservar e manter a natureza para que ela consiga suportar o nosso desenvolvimento.

 

Infelizmente, os recursos naturais não são eternos e sem eles não é possível ter condição de continuar crescendo economicamente. Caso hábitos sustentáveis não sejam adotados, poderemos sofrer com desperdícios, poluição, gastos em excesso e falta de materiais no futuro.

 

Segundo a ONU, quem age de maneira sustentável é: “aquele que busca as necessidades presentes sem comprometer as capacidades das gerações futuras de atender suas próprias necessidades”.

 

Por isso, a questão é: como podemos aplicar  o conceito de sustentabilidade no condomínio? A sustentabilidade em um condomínio significa preservar a natureza, melhorar a vida dos condôminos, diminuir gastos financeiros e de materiais, o que acaba oferecendo valorização ao imóvel.

 

Por que o condomínio deve ser sustentável?

 

Os condomínios incluem uma grande quantidade de moradores. Desta forma, condomínios são extremamente fundamentais e têm grande força no momento de fazer a diferença na comunidade.

 

Quando o assunto é sustentabilidade, é muito importante lembrar que atitudes locais influenciam o global. Ou seja, um síndico que se preocupa com sustentabilidade no condomínio está colaborando para fazer a diferença na cidade e na vida dos condôminos, tanto em questão de saúde, quanto de bolso.

 

De acordo com dados da Green Building Council Brasil, instituição brasileira responsável pela certificação mundial de construções sustentáveis Liderança em Energia e Design Ambiental (LEED), prédios que adotam políticas de sustentabilidade apresentam uma redução média de 40% no consumo de água e 20% nos custos com energia elétrica.

 

Quais atitudes posso colocar em prática no meu condomínio?

 

Práticas sustentáveis podem ser muito simples e na maioria das vezes não precisam de muitos recursos. Somente com boa vontade e um pouco de conhecimento já é possível reduzir custos e cuidar do meio ambiente sem comprometer o caixa do seu condomínio. Separamos 3 atitudes sustentáveis para você colocar em prática no seu condomínio:

 

1-Coleta Seletiva e Reciclagem

 

É obrigação de todo condomínio descartar corretamente o seu lixo. Se essa prática não é comum e isso não é corrigido, os condôminos perdem dinheiro e qualidade de vida. É papel do síndico, estabelecer um espaço apropriado para que os moradores deixem o lixo, dividindo-o em categorias como metal, papel, vidro e material orgânico.

 

Com a coleta seletiva é possível separar, analisar e reutilizar o lixo. Materiais recicláveis podem ser vendidos, gerando uma renda a parte para o condomínio.  Além de ajudar a preservar o meio ambiente e organizar o lixo dos moradores, o condomínio também estará gerando um dinheiro extra a partir dessa prática.

 

2- Procure evitar os desperdícios d’água

 

Uma ideia sustentável para estimular o consumo consciente de água e, por consequência, diminuir os gastos no condomínio é implantar sistemas individuais, dessa maneira cada morador irá pagar pelo que consumiu.

 

Os relógios controle de consumo de água são as ferramentas mais comuns para isso. Infelizmente, grande parte dos moradores só começa a se preocupar com os banhos muito longos quando a conta chega ao próprio bolso. Essa ação pode ser muito polêmica, porém deve ser tratada em reuniões da assembleia sempre ressaltando a todos a importância de cuidar da água potável.

 

3-  Substitua as lâmpadas comuns pelas de LED

As lâmpadas de LED podem até parecer mais caras a princípio, mas a economia que proporciona compensa todo gasto inicial. Por se tratar de um tipo de lâmpada com menor consumo energético, essa troca irá reduzir em torno de 60% dos gastos com energia no condomínio. Além disso, as lâmpadas de LED também possuem maior durabilidade quando comparado com as lâmpadas fluorescentes comuns, durando cerca de cinco anos a mais.

 

Qual o papel do síndico na sustentabilidade?

 

Quando se fala de sustentabilidade, o condomínio tem um enorme potencial de educar, transformar e melhorar seus condôminos. Para isso, o síndico deve deixar claro para todos os moradores que a sustentabilidade é fundamental tanto para o meio ambiente, quanto para eles mesmos, podendo reduzir até mesmo os custos das taxas condominiais.

 

É papel do síndico trabalhar como uma espécie de embaixador dessas ações, garantindo que os seguintes passos da implementação de práticas sustentáveis funcionem de forma adequada, são eles:

 

  • Passar todas as práticas em uma reunião da assembleia;
  • Propagar e difundir todas as ações entre os condôminos;
  • Pleitear/cobrar as execuções;
  • Aplicar advertências e multas para aqueles moradores infratores.

 

Além dessas ações básicas, se deve abordar o tema em em circulares, reuniões da assembleia, convenções do condomínio e até mesmo por meio de redes sociais para garantir que todos moradores compreendam o motivo de realizar todas essas mudanças.

 

Caso o assunto se torne causa de discussões entre os condôminos, o síndico deve intervir e procurar controlar os ânimos através de comunicação clara e objetiva. Uma maneira criativa de incentivar os moradores a aderir práticas sustentáveis é espalhar lembretes pelas áreas comuns do edifício com dicas simples de como economizar luz, água e papel, por exemplo.

 

Essas ações são maneiras simples de inspirar uma vida com mais atenção à sustentabilidade. Outro ponto importante é instruir também os funcionários para que aprendam a utilizar os materiais de forma consciente e fazer com que também se sintam parte de uma mudança no condomínio e na comunidade.

 

Leave Comments

×
Olá 👋Precisa de ajuda?