• Av. Prefeito Osmar Cunha 183 | Ceisa Center, Sala 711 A - Centro.
  • atendimento@gicondominial.com.br
  • (48) 3024-2037 | 3030-0037 | 99160-9889

Como fazer um bom planejamento financeiro para o condomínio?

  • Home / Como fazer um bom planejamento financeiro para o condomínio?

Como fazer um bom planejamento financeiro para o condomínio?

Assim como em uma empresa, o planejamento financeiro é essencial para a administração de um condomínio. Algumas atitudes tomadas por síndicos acabam comprometendo o financeiro e, com isso, colocando em risco o valor do patrimônio, o que é prejudicial para todos.

 

Para que isso não ocorra, é necessário evitar algumas falhas que podem comprometer a saúde financeira do condomínio. Neste post falaremos um pouco mais sobre os cuidados que devem ser tomados para não prejudicar as finanças do condomínio. Acompanhe a seguir:

 

Criar uma poupança para as manutenções preventivas

 

Realizar manutenções preventivas é necessário em qualquer condomínio. Essas manutenções incluem as piscinas, elevadores, iluminação, quadras esportivas, entre outras áreas comuns do condomínio. Por se tratar de manutenção impreteríveis, elas devem fazer parte da previsão orçamentária.

 

Vale ressaltar que as manutenções preventivas são muito mais baratas em relação à uma obra de correção, por isso, fazê-las é fundamental. A manutenção preventiva evita despesas com as manutenções tardias e não planejadas, colaborando para a receita do condomínio.

 

 

Observar a tendência à inadimplência

 

Os altos índices de inadimplência podem comprometer muito o fluxo de caixa dos condomínios. Por isso, esse problema deve ser observado e identificado rapidamente. Assim, poderá ser solucionado de maneira eficiente. 

 

O problema com a inadimplência necessita de muita atenção, pois com a falta do dinheiro suficiente, o condomínio encontrará séria dificuldades para conseguir manter todas as contas em dia, comprometendo os condôminos, incluindo aqueles que estiverem com as taxas em dia.

 

Veja neste post como é a realidade de cobrar condôminos.

 

Falar com os condôminos sobre a previsão orçamentária

 

Geralmente, a previsão orçamentária é abordada apenas em assembléia ordinária. No entanto, isso pode ser um grande erro, já que a assembleia ordinária ocorre apenas uma vez ao ano. Não conversar com os moradores sobre a previsão orçamentária durante o resto do ano contribui para a falta de mobilização e engajamento de todos.

 

É fundamental abordar sobre esse assunto, detalhadamente com o máximo de informações possíveis. Compartilhar e atualizar os condôminos sobre a previsão orçamentária é uma maneira de envolvê-los na administração do condomínio. Dessa forma, é muito mais fácil de fazê-los compreender qual a real situação financeira do condomínio durante o ano inteiro, os mantendo mais conscientizados em diferentes aspectos. Além disso, essa ação causará a sensação de maior participação de todos nas questões do condomínio.

 

 

Considerar o décimo terceiro dos funcionários

 

Todos os anos os funcionários recebem, entre os meses de novembro e dezembro, o décimo terceiro salário. Esses pagamentos devem fazer parte do orçamento financeiro anual, sendo distribuídos de preferência em dozes meses. Se esses gastos não estiverem planejados, eles serão pagos em bem menos tempo pelos condôminos. Talvez eles também não estejam preparados para isso, causando o aumento do índice de inadimplência e comprometendo o fluxo de caixa.

 

Por isso, é importante se manter atento a todos os tópicos que abordamos nesse post. Essas atitudes acima com certeza ajudarão a evitar que o condomínio se complique financeiramente.

 

Leave Comments

×
Olá 👋Precisa de ajuda?